segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Greg Gilbert - Confundir o pecado com os efeitos do pecado

Está ficando comum apresentar o evangelho por dizer que Jesus salva a humanidade de um senso inato de culpa, ou de falta de significado, ou de falta de propósito, ou de falta de sentido. É claro que essas coisas são realmente problemas, e muitas pessoas as sentem profundamente. Mas, a Bíblia ensina que o problema fundamental da humanidade – aquilo do que precisamos ser salvos – não é falta de significado, a desintegração de nossa vida ou mesmo um debilitante senso de culpa.

Essas coisas são apenas sintomas de um problema muito mais profundo: o nosso pecado. O que temos de entender é que a triste situação em que estamos é algo que nós mesmos produzimos. Nós temos desobedecido à Palavra de Deus. Nós temos ignorado os mandamentos de Deus. Nós temos pecado contra Ele.

Falar sobre ser salvos da falta de significado ou da falta de propósito sem reconhecer que essas coisas têm sua origem no pecado pode tornar o remédio mais fácil de ser tomado, mas é o remédio errado. Isso permite que o ouvinte continue pensando em si mesmo como uma vítima e nunca encare o fato de que é um criminoso, injusto e merecedor de condenação.