terça-feira, 22 de novembro de 2011

Gary North - Como Deus pode garantir o bem para o Seu povo sem predestinar o bem?


Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (Romanos 8:28, ARA)

Todas as coisas? Isso significa cada e toda coisa? Isso é o que o texto diz.

Considere as implicações dessa promessa. Ela significa que toda a vida de uma pessoa regenerada está sob a garantia de Deus. Cada ato, cada decisão tem um significado. Mesmo atos maus têm um papel a desempenhar – uma parte que trabalha juntamente com todas as outras partes. O todo é assegurado; portanto, as partes devem ser igualmente asseguradas. Mas se as partes são asseguradas, de antemão, para se encaixarem num todo, isso não significa predestinação? De que outra forma Deus poderia garantir o resultado de “todas as coisas”? O que o versículo seguinte diz?

Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.

Cristo poderia ter se tornado o primogênito entre poucos irmãos? Entre nenhum irmão? Deus diz que não. Cristo foi o primogênito entre muitos irmãos. Deus tinha predestinado a existência deles, no tempo e na eternidade. Pode algum homem – mesmo o indivíduo cuja conversão foi predestinada – anular a garantia de Deus? Como?

Resposta Questionável
“Quando Deus diz ‘predestinar’ Ele quer na verdade dizer ‘pré-conhecer’. Deus sabe de antemão quem O aceitará ou rejeitará (ou aceitará Sua graça, e então cairá da graça), e Ele garante o potencial para todas as coisas trabalharem para o bem. Mas Ele não garante o bem real. Ele apenas prevê o potencial para o bem.”
--------------------------------------------------------

Minha Resposta: O texto é claro. Todas as coisas cooperam para o bem. Não algumas – todas! A menos que o uso da palavra diga outra coisa, devemos tomar a palavra todas seriamente.

Então Paulo levanta o assunto da predestinação. Isso segue sua discussão de “todas as coisas”. Quão mais claro ele poderia ser? Deus garante todas as coisas porque Ele predestina todas as coisas para beneficiarem Seus seguidores. Sim, Paulo diz que Deus “de antemão conheceu” Seus seguidores, mas então diz que Deus predestina. O que predestinar significa? Paulo não diz que significa a garantia de todas as coisas (eventos) cooperarem para o plano global de Deus? Sua garantia faz sentido apenas dentro da estrutura de Seu poder soberano para fazer com que todas as coisas aconteçam de uma forma que produza o bem para aqueles chamados segundo o Seu propósito.

Presciência e predestinação andam de mãos dadas, diz Paulo. Você não pode ter um sem ter o outro. Pode alguém mostrar como a definição bíblica de presciência nega a predestinação?

Se “predestinação” significa “presciência” [conhecer de antemão], porque Paulo usa as duas palavras na mesma sentença?


Para estudo adicional: Dn. 2:20-21; 5:25-31;
Mt. 11:27; 20:15; 22:14; Lucas 10:22.

Fonte: 75 Bible Questions Your Instructors Pray
You Won’t Ask, Gary North, (Institute for
Christian Economics, 1988), p. 25-26.
Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto
Acesse este texto em Monergismo