terça-feira, 6 de dezembro de 2011

João Calvino - Por nossa força, pelo poder de Deus ou por ambos? Parte 1/ 2

...Muitas vezes, tanto na lei como nos profetas, o Senhor nos conclama a converter-nos a ele. Mas o profeta responde de outro ângulo: “Converte-me, e serei convertido, porque tu és o Senhor, meu Deus. Na verdade, depois que me converti, arrependi-me”,3 etc. também nos manda “circuncidar o nosso coração”, mas, por meio de Moisés, ele declara que essa circuncisão é feita por sua mão.4 Numerosas vezes ele exige dos homens um “novo coração”;5 mas testifica que é somente ele que o renova.6 Que dirão aqueles que recorrem aos preceitos de Deus para exaltar o poder do homem e extinguir a graça de Deus, sendo que vemos unicamente pela graça de Deus os preceitos cumpridos?

O segundo modo de ação dos preceitos que mencionamos é simples: levar-nos a honrar a Deus, a servir e apegar-nos à sua vontade, a observar os seus mandamentos e a seguir a sua doutrina. Mas há um sem-número de testemunhos segundo os quais tudo o que podemos ter da justiça, da santidade, da piedade e da pureza é dom gratuito e vem do Senhor.

Quanto ao terceiro gênero, temos exemplo na exortação de Paulo e Barnabé, que eles fizeram aos crentes, a que perseverassem na graça de Deus.7 Mas, noutro lugar, o apóstolo Paulo mostra de onde procede esse poder: “Sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder”. Por outro lado, ele nos proíbe entristecer o Espírito de Deus, no qual somos “selados para o dia da redenção”.8 Mas o que nessas passagens ele ordena, noutra ele pede em oração ao Senhor, sabendo que isso está fora do poder dos homens; ele suplica ao Senhor que torne os tessalonicenses “dignos de sua vocação”9 e cumpra neles o que ele tinha determinado por sua bondade, e que complete a obra da fé.

---------------------------------
3 Jr 31.18,19
4 Dt 30.6; [10.16]
5 Ez 11.19; 36.26; [18.31]
6 Jr 31
7 At 13.43
8 Ef 4.30; [6.10]
9 2Ts 1.11

Extraído de “As Institutas – Vol 1” da Editora Cultura Cristã.