sábado, 10 de dezembro de 2011

João Calvino - Por nossa força, pelo poder de Deus ou por ambos? Parte 2/ 2


Os mais astutos e mal-intencionados usam capciosamente os testemunhos da Palavra, alegando que nada disso impede que, como dizem eles, conjuguemos as nossas forças com a graça de Deus, e que, assim, ele nos ajuda em nossa fraqueza. Eles citam algumas passagens dos profetas onde parece que Deus repartiu o poder da nossa conversão entre ele e nós, como por exemplo esta: “Converte-me, e eu me converterei a ti”. Já demonstramos acima qual é o auxílio que temos de Deus, e não é necessário repeti-lo neste ponto, visto que a questão aqui não é mostrar que é em vão que os homens tentam pôr no homem a capacidade para cumprir a lei porque Deus nos manda obedecer a ela. Sim, pois nos é revelado que a graça de Deus é necessária para cumprirmos o que ele ordena, e que para esse fim sua graça nos é prometida.¹

Quanto à declaração recém-citada: “Converte-me, e eu me converterei a ti”, de nada serve para confirmar o erro dos nossos opositores. Porque não se deve entender pela conversão a graça com a qual ele renova o nosso coração para a vida santa, mas por ela Deus testifica a sua boa vontade e o Seu amor por nós fazendo-nos prosperar, como se diz que ele se afasta de nós quando ele nos aflige. Por isso, quando o povo de Israel sofria miséria e calamidade por muito tempo e se queixava de que Deus tinha se afastado, ele respondia que não lhes faltaria a benignidade, se eles retornassem ao reto caminho, e a ele mesmo, que é a norma de toda justiça. Será, pois, corromper essa passagem concluir dela que a eficácia de nossa conversão divide-se entre Deus e nós.

---------------------------
¹ “Pela lei Deus exige o que lhe é devido, todavia não concede nenhum poder para cumpri-la. Entretanto, por meio do Evangelho os homens são regenerados e reconciliados com Deus através da graciosa remissão de seus pecados, de modo que ele é o ministério da justiça e da vida.” (João Calvino, Exposição de Segundo Coríntios)

Extraído de “As Institutas – Vol 1” da Editora Cultura Cristã.