segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Tim Challies - Sexo e masturbação


O sexo foi criado como meio de satisfação mútua, expressão de amor em que o marido pensa primeiro na mulher, e a mulher pensa primeiro no marido. É um meio singularmente poderoso pelo qual marido e mulher podem cumprir a ordem do Senhor de que um estime o outro mais que a si mesmo. Ao preencherem as necessidades um do outro, também têm as próprias necessidades satisfeitas. É uma bela figura da intimidade! Como qualquer casal pode testemunhar, quanto mais altruísta for o sexo, melhor ele se torna. Quanto mais cada cônjuge busca agradar o outro, mais satisfatória, gratificante e bela é a experiência.

Essa troca, o centro do propósito de Deus para a sexualidade, é exatamente o que a masturbação não pode oferecer. A masturbação despoja a sexualidade de seu propósito divino de satisfação mútua. Se a manifestação sexual legítima tem por objetivo produzir unidade, a masturbação produz isolamento e divisão.

Fonte: “Desintoxicação sexual” da Editora Vida Nova