quarta-feira, 17 de abril de 2013

João Calvino - Deus nos escolheu em Cristo


Em primeiro lugar, se pretendemos ter a clemência paternal de Deus e a sua benevolência em nosso favor, devemos voltar os olhos para Cristo, unicamente em quem repousa o beneplácito do Pai. Se nós buscamos a salvação, a vida e a imortalidade, é preciso que não recorramos mais a outros, visto que ele é a única fonte de vida, o único refúgio de salvação e o herdeiro do reino celestial. Agora vejamos: qual é a finalidade da eleição, senão que, sendo nós adotados por Deus como seus filhos, obtenhamos a salvação e a imortalidade, por sua graça e por seu amor? O que quer que se vire, revire e esquadrinhe mostrará que o objetivo da eleição não é outro. Portanto, dos que Deus escolheu para serem seus filhos não se diz que os escolheu neles mesmos, mas em seu Cristo, visto que não os poderia amar senão nele, e não os poderia honrar com a sua herança, a não ser fazendo-os primeiro partícipes dele. Pois bem, se fomos eleitos em Cristo, não encontramos em nós a certeza da nossa eleição; nem mesmo em Deus, o Pai, a encontramos, se é que podemos imaginá-lo nua e cruamente sem seu Filho.

Fonte: "As Institutas" da Editora Cultura Cristã