terça-feira, 23 de abril de 2013

João Calvino - Um belo exemplo da graça comum



Lição oriunda de um poeta pagão por meio de um famoso filósofo também pagão

Platão, vendo a ignorância dos homens em seus desejos e nos votos que fazem a Deus, os quais muitas vezes não lhes podem ser concedidos senão à custa de grande prejuízo ou dano, declara que a melhor maneira de orar é a que nos é dada por um  poeta pagão antigo, nestes termos: “Pedir a Deus que nos faça o bem, quer lhe peçamos ou não, e que se disponha a afastar de nós o mal quando desejamos que nos sobrevenha”. Boa opinião essa, considerando-se que vem de um pagão, pois ele vê quão perigoso é pedir a Deus o que nos ensina a nossa cobiça. Paralelamente, mostra a nossa desgraça, que consiste em não podermos abrir sem risco a nossa boca para pedir alguma coisa a Deus, se o Espírito Santo não nos conduzir na forma certa de bem orar.

Fonte: “As Institutas” da Editora Cultura Cristã