quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Herman Hoeksema - A Ordo Salutis definida

Estritamente falando, a justificação precede a santificação. Todavia, o pecador que recebe a justificação pela fé já foi santificado em princípio, e não pode ser justificado subjetivamente a menos que seja também santificado. Em adição, é verdade também que Deus não concede a plenitude da salvação em Cristo ao pecador num único ato. Deus nos trata como criaturas racionais e morais, e deseja que nos tornemos plenamente conscientes das bênçãos da salvação que ele concede ao seu povo. Além disso, o processo de salvação continua por toda a vida do pecador eleito; no sentido exato há crescimento na graça até o próprio momento de sua partida desse tabernáculo. Contudo, quando falamos da ordo salutis, devemos entender essa ordem num sentido lógico, e não temporal.

Fonte: Trecho extraído de Monergismo.
Leia o texto completo em Monergismo