quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Alister McGrath - Teologia, seu significado básico


Um modo útil de pensar a relação da teologia com a Bíblia foi apresentada pelo grande pregador escocês do século XIX Thomas Guthrie. Sua abordagem se baseia nos diferentes ambientes em que crescem as flores. Guthrie argumenta que a Bíblia é como a natureza. Flores e plantas crescem livremente em seu habitat natural, sem interferência humana. Nosso desejo por ordem acaba levando essas mesmas plantas a serem coletadas e organizadas em jardins botânicos de acordo com as espécies, a fim de que possam ser estudadas individual e detalhadamente. As mesmas plantas podem, portanto, ser encontradas em diferentes contextos: um natural e outro resultante da organização humana. A teologia representa a tentativa humana de colocar ordem nas idéias das Escrituras, organizando-as e ordenando-as para que a relação mútua entre elas possa ser melhor entendida. Olhando dessa maneira, a teologia não é — e não foi feita para ser — substituta das Escrituras. Em vez disso, trata-se de auxílio para aprender sobre elas. Como um par de lentes, põe foco no texto das Escrituras, permitindo que atentemos para o que talvez passasse despercebido. A doutrina está sempre subordinada às Escrituras; é sempre sua serva, nunca mestra. Exploremos alguns dos mecanismos da teologia.

Fonte: “Teologia para amadores” da Editora Mundo Cristão