segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

John Frame - Suficiência da Escritura para a odontologia?


Às vezes, os cristãos afirmam que a Escritura é suficiente para a religião, pregação ou teologia, mas não para consertos de carros, encanamento, cruzamento de animais, odontologia e assim por diante. É claro, muitos argumentam que ela não é suficiente para a ciência, a filosofia ou mesmo a ética. Isso revela falta de compreensão de um ponto importante. Certamente a Escritura contém mais informações específicas relevantes à teologia do que à odontologia. Mas suficiência nesse contexto não é suficiência de informações específicas e sim de palavras divinas. A Escritura contém palavras divinas suficientes para todas as partes da vida. Tem todas as palavras divinas de que o encanador precisa e todas as de que o teólogo precisa. Portanto, é tão suficiente para o trabalho do encanador como é para a teologia. Nesse sentido é também suficiente para a ciência e a ética.


Fonte: “A doutrina da vida cristã” da Editora Cultura Cristã