quarta-feira, 22 de abril de 2015

John MacArthur - Liderança glamourosa?

Muitos líderes eclesiásticos contemporâneos pensam que são empresários, executivos, animadores, psicólogos, filósofos, políticos ou advogados. Estas funções, porém, fazem um agudo contraste com os símbolos empregados nas Escrituras para descrever os pastores na igreja. Em 2 Timóteo 2, por exemplo, Paulo emprega sete metáforas diferentes para descrever um líder espiritual. Ele descreve o pastor como professor (v.2), soldado (v.3), atleta (v.5), agricultor (v.6), operário (v.15), vaso (vs.20,21) e escravo (v.24). Cada umas destas figuras dá a idéia de sacrifício, labor, serviço e adversidade; falam eloqüentemente sobre as responsabilidades complexas e variadas da liderança espiritual. Nenhuma delas sugere que a liderança seja glamourosa.

Fonte: "Homens e Mulheres" da Editora Textus