segunda-feira, 22 de junho de 2015

John MacArthur - Religião-show


Afinal de contas, qual o benefício de um crescimento numérico que não está arraigado em um compromisso com o senhorio de Cristo? Se as pessoas vêm à igreja primariamente por considerarem isso divertido, em breve hão de abandoná-la, tão logo acabe o entretenimento ou tão logo encontrem algo mais interessante. Desta forma, a igreja é forçada a participar de um ciclo vicioso, onde precisa constantemente sobrepujar cada espetáculo com algo maior e melhor.

Fonte: “Com vergonha do Evangelho” da Editora Fiel